quinta-feira, maio 25, 2006

Bé...

Se é o esquerdo o lado do coração
É esse o que me puxa e me leva pela mão…

O outro fica para trás
Lá longe na solidão

Eu sozinha era inteira,
Inteira numa só

Mas prefiro ser metade
Uma metade verdadeira

A mãozinha doce é tua que me ajuda e envolve…
No caminho deste lado onde tudo, mas mesmo tudo, tudo se resolve.

3 comentários:

p0w3r disse...

só precisas de ser mesmo uma metade bé!
adorei

amo-te

clakete disse...
Este comentário foi removido por um gestor do blogue.
pozinhos... disse...

Obrigado pelas palavras :)
Estou anciosa por voltar e ver as ideias a fluir

Bjis